quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Cozinha: marcenaria ou modulados?

Desenvolver um projeto de armários, especialmente para cozinhas, requer a apreensão de diversas informações e técnicas.
Podemos citar duas formas de produzir uma cozinha: via marcenaria ou utilizando-se das cozinhas modulares.

(imagem: Cores da Casa)




A primeira possui a vantagem de resolver qualquer questão associada às dimensões do espaço, ou seja, cada canto do ambiente pode ser 100% aproveitado com acabamentos e demais acessórios a escolher, inclusive as ferragens. A desvantagem é o tempo de entrega. Uma boa marcenaria é sempre muito concorrida e os prazos podem variar de 30 a 90 dias.

(imagem: habituallychic.blogspot.com)


(imagem: projeto by Stella Tennat)
A segunda trabalha com módulos pré definidos. Cada linha possui sua própria variação de cores, dimensões e acessórios. No quesito dimensão, as medidas podem limitar algumas soluções. A entrega pode variar de 15 à 30 dias.



Ambas possuem vantagens e desvantagens, mas os quesitos mais importantes são qualidade e confiança. Afinal, os móveis (principalmente os embutidos) consomem grande parte do orçamento da decoração de uma casa.




A grande variedade de acessórios é capaz de empolgar qualquer um e assustar na hora do orçamento. Por isso, algumas dicas sobre custo do projeto pode ser muito útil.
Quanto mais gavetas mais caro, pois aumentam também a quantidade de ferragens e puxadores, dois itens dispendiosos. As portas de vidro e perfis de alumínio também encarecem o projeto, pois são mais caras do que as de madeira. Use-as apenas se quiser dar leveza ao espaço e em poucas portas.




Uma boa opção para diminuir o custo é abrir mão dos gavetões em favor de prateleiras com portas. Reduzir o número de portas e aumentar as prateleiras abertas e nichos, ou até aumentar a largura das portas para diminuir o número de ferragens e puxadores. Claro, sem afetar o conjunto visual e proporcionalidade.



(imagem: mylittleapartment.blogspot.com)
Os aramados também engordam o orçamento. Use-os com parcimônia, optando pelos que realmente farão diferença no seu dia a dia.





6 comentários:

  1. Rocéli, achei pertinente suas observações sobre a decoração de uma cozinha. Como ex-lojista de móveis planejados concordo com todos os quesitos abordados. Abraços,

    ResponderExcluir
  2. Olá Antonio Carlos,
    Fico feliz que alguém com entendimento sobre o assunto como você, tenha uma opnião positiva sobre o tema.
    Acho importante que as pessoas, de modo geral, tenham conhecimento sobre certos detalhes da área de interiores, para inclusive, facilitar o trabalho dos profissionais.
    Continue visitando nossa "Casa"!
    Abraço
    Arq. Rocéli Rapini

    ResponderExcluir
  3. Olá Rocéli!
    suas dicas são otimas, adorei seu blog.Gostaria de sua opinião sobre os armários da cozinha, tenho visto em projetos atuais quase todos os armários não vão até o teto, como minha cozinha é muito pequena estou pensando em faze-los até o teto pra ter "mais armários", estaria por fora?
    obrigada

    ResponderExcluir
  4. Olá Rocéli, primeiramente gostaria de parabenizá-la pelo site e que vc possa inspirar outras pessoas a dispor de seus conhecimentos. Gostaria de saber como faço para esconder as tomadas em uma cozinha de modo que não fique aparente.
    Obrigada!
    Ana

    ResponderExcluir
  5. Arq. Rocéli Rapini17 de outubro de 2011 00:15

    Olá,
    Realmente, a tendência é de que os armários não cheguem até o teto, pois o acabamento se complica, já que raramente este é totalmente reto. Também com a facilidade de venda de armários através das lojas de modulados, estas oferecem medidas padronizadas e raramente tem altura suficiente. Sem contar que o ambiente fica mais leve, além do que, essa área complementar é muito pequena e de dificil acesso.
    Abraço
    Rocéli Rapini

    ResponderExcluir
  6. Arq. Rocéli Rapini17 de outubro de 2011 01:31

    Hum... As tomadas são necessárias e por isso não se costuma escondê-las. Talvez você esteja perguntando sobre fiação aparente... Nesse caso, o melhor resultado é quando se projeta o ponto de energia de modo que os fios ficam embutidos em algum local como armários, por exemplo. De outra forma, quem sabe um painel sobreposto por onde os fios passam por traz dele!
    Obrigada pela visita!
    Arq. Rocéli Rapini

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e pelo seu recado! Você já é de casa... Volte sempre!!!